Extensionista orienta os produtores sobre praticas agroecológicas na cultura do café.

Indígenas da etnia Arara que vivem na região central do estado, próximo ao distrito de Nova Colina no município de Ji-Paraná,  estão recebendo orientação dos extensionistas rurais da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural  do Estado de Rondônia  (Emater-RO), para o cultivo de café robusta com a utilização da técnica de produção agroecológica.

Um grupo desses agricultores da etnia Arara realizou uma excursão a algumas propriedades rurais, tidas como referência para a produção do café sustentável. Durante a visita à propriedade dos produtores Gerson Evangelista e Maria do Carmo, os indígenas orientados pelos técnicos da Emater-RO de Nova Colina, puderam conhecer algumas práticas de manejo sustentável. Técnicos e produtores conversaram sobre as vantagens do manejo agroecológico para a saúde das plantas e dos trabalhadores em lavouras de café, como a produção de insumos de base agroecológica, utilizando recursos internos da propriedade.

visita indios arara foto Alan Rodrigues março de 2022
Técnicos e produtores conversaram sobre as vantagens do manejo agroecológico para a saúde das plantas e dos trabalhadores.

Conheceram o processo de confecção de adubos orgânicos utilizando os resíduos existentes ou gerados na propriedade, como estercos e restos culturais de lavouras. Todo o processo de produção de adubos naturais contribui para a sustentabilidade ambiental, com o tratamento do esterco e outros resíduos culturais, elimina-se a maioria dos agentes infecciosos, como fungos, bactérias e vermes, que poderiam infectar as lavouras, animais de criação, e até mesmo afetar a saúde humana, além de evitar custos com a compra de insumos industriais, usados na adubação e controle fitossanitário.

Durante a caminhada pelas lavouras os técnicos estimulam os agricultores indígenas a observar a saúde das plantas, chamada pelos técnicos de qualidade fitossanitária, e em seguida, usando métodos didáticos, os extensionistas abrem uma roda de conversa para proporcionar um debate sobre a qualidade dos alimentos, a sustentabilidade do ambiente, e principalmente a valorização e promoção da saúde do trabalhador, em fim qualidade de vida que se consegue através de práticas agrícolas sustentáveis e produção economicamente viável, dizem os técnicos.

Texto: Enoque de Oliveira
Fotos: Esloc de Nova Colina
EMATER-RO

http://www.emater.ro.gov.br/ematerro/wp-content/uploads/2022/03/20220323-visita-de-indios-arara-a-cafzal-assistido-pela-emater-ro-foto-alan-rodirgues-maro-de-2022-1024x768.jpghttp://www.emater.ro.gov.br/ematerro/wp-content/uploads/2022/03/20220323-visita-de-indios-arara-a-cafzal-assistido-pela-emater-ro-foto-alan-rodirgues-maro-de-2022-150x150.jpgAssessoria de Comunicação EMATERDestaquesNotíciasUltimas notíciasAgroecologia,cafeicultura,extensão ruralIndígenas da etnia Arara que vivem na região central do estado, próximo ao distrito de Nova Colina no município de Ji-Paraná,  estão recebendo orientação dos extensionistas rurais da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural  do Estado de Rondônia  (Emater-RO), para o cultivo de café robusta com a...Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia