A LGPD foi instituída para regular as atividades de tratamento de informação.
A LGPD foi instituída para regular as atividades de tratamento de informação.

A comissão multidisciplinar de adequação e implementação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO) reuniu-se, nesta sexta-feira (19), para dar início ao processo que vai proteger os dados pessoais de seus beneficiários. A ação cumpre Decreto 26.451, de 4 de outubro de 2021, que visa à adoção de medidas para aplicação da Lei Federal nº 13.709/2018 no âmbito das instituições públicas de Rondônia.

A Lei Geral de Proteção aos Dados, como é conhecida a lei nº 13.709, foi instituída no ano de 2018 com o intuito de regular as atividades de tratamento de qualquer informação relacionada à pessoa natural, assegurando a sua privacidade em meios físicos ou digitais. Assim, nome, endereço, dados de localização e números de documentos pessoais como R.G, CPF ou mesmo a carteira nacional de habilitação ficam protegidos tanto dentro quanto fora do Brasil.

José Tarcísio Batista Mendes foi designado encarregado para tratamento de dados pessoais na Emater-RO.
José Tarcísio Batista Mendes foi designado encarregado para tratamento de dados pessoais na Emater-RO.

Em Rondônia, o governo estadual emitiu o Decreto nº 26.451/2021, instituindo competências para que todos os órgãos da administração direta e indireta cumpram as determinações legais, designando um empregado para cada entidade, para exercer a função de encarregado de tratamento de dados pessoais. Na Emater-RO, essa função ficou com o extensionista rural José Tarcisio Batista Mendes, que já convocou os membros da comissão para dar início ao processo de adequação da LGPD, no âmbito da autarquia.

Não é de hoje que a Emater-RO vem se preparando para adequar-se à LGPD. Em julho deste ano, seus servidores participaram de palestra promovida pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO) sobre a lei e sobre segurança de informação, ministrada pelo encarregado do órgão, Charles Vasconcelos em parceria com a Escola Superior de Contas (Escon).

O encarregado da Emater-RO também já vem promovendo palestras e reuniões com gerentes regionais a respeito do tema, para dar maior amplitude à necessidade de se garantir a proteção de dados de seus beneficiários. “A Emater é uma entidade que atende um grande número de beneficiários, beira os cem mil, e proteger os dados desse público é muito importante”, diz José Tarcísio.

À comissão multidisciplinar de adequação e implementação da LGPD caberá ações que visam analisar as propostas de políticas e diretrizes de proteção à privacidade de dados pessoais; planejar medidas para adequação à Lei Geral de Proteção de Dados, executar, levantar, gerir riscos e analisar o inventário de dados, entre outras que lhe foram conferidas.

Texto: Wania Ressutti
Jornalista – MTE-1744/RO
Fotos: Irene Mendes
Repórter fotográfica – MTE-368/RO
EMATER-RO
http://www.emater.ro.gov.br/ematerro/wp-content/uploads/2021/11/20211119-reuniao-lgpd-19nov2021_003-foto-irene-mendes.jpghttp://www.emater.ro.gov.br/ematerro/wp-content/uploads/2021/11/20211119-reuniao-lgpd-19nov2021_003-foto-irene-mendes-150x150.jpgWania RessuttiDestaquesNotíciasUltimas notíciasextensão rural,Lei,LGDP,proteção de dadosA comissão multidisciplinar de adequação e implementação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO) reuniu-se, nesta sexta-feira (19), para dar início ao processo que vai proteger os dados pessoais de seus beneficiários. A ação cumpre Decreto 26.451, de...Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia