CAFÉ Itapuã abril 2021 Foto Irene Mendes (6)(1)
A Emater-RO orienta os cafeicultores desde o preparo da área até a colheita e comercialização do produto.

Os produtores de café em Rondônia já podem dar inicio à colheita, apoiados na data referência para a colheita do Café Robusta, o dia 10 de abril. Esta data foi escolhida por agricultores e técnicos do Estado, e oficializada através da lei 3.516 de 17 de março de 2015, por marcar o período em que a maioria das lavouras de café apresentam índices de até 80% de frutos maduros., o dia de inicio da colheita do café já faz parte do calendário de datas oficiais do Estado.

Naturalmente que nem todos os cafezais apresentam ponto ideal de colheita na data oficial em que se comemora o inicio da colheita do café, porque a atividade agrícola também é regulada pelos elementos e fatores do clima, na região de Porto Velho e cidades próximas, os produtores dizem que este ano a maturação do café atrasou um pouco, mesmo assim já é possível colher as variedades ou clones de café mais precoces, em Itapuã do Oeste o agricultor Leilton de Oliveira Vioto cultiva um plantel de 6 clones de café, dos quais dois já apresentam maturação adiantada, mas o agricultor diz que ainda vai esperar de 10 a 15 dias para dar inicio à colheita de sua produção.

CAFÉ Itapuã abril 2021 Foto Irene Mendes (7)
O ponto ideal da colheita é quando 80% dos frutos estão maduros.

A lavoura do cafeicultor Leilton é assistida pelo escritório local da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater-RO) do município de Itapuã do Oeste, o produtor tem em franca produção 4 mil plantas de café clonal, irrigado no sistema de gotejo com fertiirrigação, seu cafezal está na segunda safra e a expectativa para esta safra é de 120 sacas de café beneficiado por  hectare.  A metade das plantas dessa lavoura foi fornecida pelo programa de fomento a produção da Secretária de Estado da Agricultura (Seagri) e o restante das mudas foi adquirida de viveiristas locais.

“O critério para escolha dos clones leva em conta características desejadas pelos cafeicultores como produtividade elevada, resistência ou tolerância a doenças, e uma das mais importantes características é a uniformidade de maturação”, diz Diomazino Sousa de Lima, técnico que orienta o produtor na condução da lavoura, e também é o gerente da Emater-RO no município.

Quanto ao estágio de maturação os clones são classificados como precoces, medianos e tardios, essas características são muito importantes para facilitar o trabalho da colheita. Como a cultura do café em Rondônia é uma atividade predominante da agricultura familiar, com média de duas a três pessoas da família trabalhando na lavoura, é fundamental o escalonamento da produção, para que a família consiga realizar a colheita no tempo desejado com 80 a 90 por cento dos frutos completamente maduros, diz o técnico.

O ponto ideal da colheita é quando 80% dos frutos estão maduros. Os benefícios da colheita do café quando os frutos estão no estagio cereja ou completamente maduros, vão da melhoria no rendimento da produção, que pode ser elevada em até 30%, à melhora da qualidade do grão que chega às torrefações, com reflexos nos valores recebidos pelos produtores.

Texto: Enoque de Oliveira
Fotos: Irene Mendes
EMATER-RO
http://www.emater.ro.gov.br/ematerro/wp-content/uploads/2021/04/20210409-caf-itapu-abril-2021-foto-irene-mendes-3-1024x683.jpghttp://www.emater.ro.gov.br/ematerro/wp-content/uploads/2021/04/20210409-caf-itapu-abril-2021-foto-irene-mendes-3-150x150.jpgAssessoria de Comunicação EMATERDestaquesNotíciasUltimas notíciasagricultura famiiar,caféOs produtores de café em Rondônia já podem dar inicio à colheita, apoiados na data referência para a colheita do Café Robusta, o dia 10 de abril. Esta data foi escolhida por agricultores e técnicos do Estado, e oficializada através da lei 3.516 de 17 de março de 2015,...Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia