Foram cinco dias de intenso movimento. A 2ª Feira de Negócios e Tecnologias Rurais Sustentáveis – Portoagro, encerrada neste domingo (28), trouxe para as agroindústrias e artesãos de Porto Velho e região um movimento de R$ 78.226,00 e a certeza de que o investimento está trilhando por caminhos certos. Cerca de 30 agroindústrias e 60 artesãos participaram do evento e ficaram satisfeitos com as vendas realizadas.

O número de agroindústria legalizadas aumentou com a implantação do Prove.
O número de agroindústria legalizadas aumentou com a implantação do Prove.

A iniciativa do governo estadual em fortalecer as agroindústrias familiares foi uma das mais acertadas. O número de mini-indústrias devidamente legalizadas e aptas a comercializar produtos dentro e fora do estado deu um salto nos últimos anos e garantiu a melhorias da qualidade de vida com geração e aumento da renda familiar.

 

O maior incentivo para que pequenos proprietários rurais começassem a produzir, industrializar e comercializar bens sem intermediação veio com a instituição do Programa de Verticalização da Pequena Produção Agropecuária (Prove), implantado pelo governo em 2012. Ao agregar valor à matéria-prima, o agricultor viu na iniciativa a oportunidade que precisava para permanecer no campo e garantir um futuro para sua família.

Hoje, o saldo positivo pode ser visto nos resultados que as mesmas vêm obtendo em grandes eventos como Rondônia Rural Show, que já caminha para sua sexta edição, e mais recentemente, na Portoagro, cuja segunda edição foi um grande sucesso.

o saldo positivo pode ser visto nos resultados obtidos na Portoagro.
O saldo positivo pode ser visto nos resultados obtidos na Portoagro.

Segundo o extensionista da Emater-RO, Rodrigo Bruno Loyo Cadette, até a noite de domingo, as 30 agroindústrias participantes da 2ª Portoagro movimentaram juntas R$ 39.734,00. Já, no pavilhão do artesanato, os cerca de 60 artesãos presentes, incluindo dois artistas plásticos e dois grupos de artesãos peruanos, comercializaram R$ 38.492,00 com a venda de seus produtos.

A participação dessas agroindústrias e artesãos no evento foi viabilizada pela parceria firmada entre a Seagri, Emater-RO e Prefeitura de Porto Velho e tem sido um grande incentivo para o agricultor que quer investir no seu negócio agregando valor ao produto e melhorar a renda da sua família.

Wania Ressutti
Jornalista – SRTE/DRT/RO-959
Fotos: Irene Mendes
Repórter fotográfica – SRTE/DRT/RO-368
EMATER-RO

http://www.emater.ro.gov.br/ematerro/wp-content/uploads/2016/08/DSC_0011.jpghttp://www.emater.ro.gov.br/ematerro/wp-content/uploads/2016/08/DSC_0011-150x150.jpgWania RessuttiDestaquesNotíciasUltimas notíciasForam cinco dias de intenso movimento. A 2ª Feira de Negócios e Tecnologias Rurais Sustentáveis - Portoagro, encerrada neste domingo (28), trouxe para as agroindústrias e artesãos de Porto Velho e região um movimento de R$ 78.226,00 e a certeza de que o investimento está trilhando por caminhos certos....Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia