Projeto de Produção Sustentável

Fruticultura


A fruticultura ainda não se apresenta articulada sob a forma de uma cadeia produtiva, apenas como atividade de subsistência ou de pequena representatividade, embora de grande importância econômica e, principalmente, social para as comunidades locais.

Em Rondônia, a exploração de espécies frutíferas tem por base a mão de obra familiar, estando parte da produção condicionada ao consumo da própria família, e comercializado o excedente. As espécies de maior expressão econômica são, cupuaçu, banana, maracujá, abacaxi, coco e laranja. As maiores áreas de cultivo encontram-se nos municípios de Porto Velho, Buritis, Cujubim, Ouro Preto, e Espigão d’Oeste. Os resultados alcançados nessa temática encontram-se no quadro abaixo.

Produção na área assistida

Culturas Perenes (Fruticultura)

Família     (nº)

Beneficiários     (nº)

Área        (ha)

Produção   (t)

Cupuaçu

1.350

4.050

675

1.073

Banana

3.850

11.550

3.850

34.650

Maracujá

886

2.658

168

2.092

Abacaxi

890

2.670

356

9.220

Coco

995

2.985

497

4.920.300*

Citros**

1.446

4.338

636

5.489

Açaí

230

690

115

1.092

* Produção em frutos
** Integrando laranja, tangerina e limão.
Fonte: Gerência de Planejamento e Informação – GEPIN