Emater e LG capacitam técnicos para produção de milho para silagem

TAMANHO DA LETRA:  

{ 12/04/2012 }


A Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater), através do escritório regional do Território Cone Sul, tem incentivado ações em parceria para minimizar a situação do agricultor que, no período seco, sofre e tem consequências irreversíveis com a queda na produção do leite. Para isso buscou junto à iniciativa privada, a oportunidade para capacitar extensionistas em produção de milho para silagem. O evento contou com a participação de 42 extensionistas da região

A região do cone sul é composta por sete municípios: Cabixi, Cerejeiras, Colorado do Oeste, Corumbiara, Chupinguaia, Vilhena e Pimenteiras do Oeste e uma das principais atividades econômicas da agricultura familiar é o leite. Cerca de 3200 propriedades têm a principal renda, ou parte dela, oriunda dessa atividade.

A produção de leite diária na região do cone sul do estado de Rondônia gira em torno de 220 mil litros/dia no período das águas. Isso significa uma produção média de 68 litros/dia por propriedade e uma receita média de dois salários mínimos por mês. A produção de leite é diretamente proporcional à alimentação que as vacas consomem. Nos meses secos essa produção cai para 80 mil litros/dia, consequentemente a renda do produtor cai na mesma proporção, ou seja, 60%. Essa queda causa ociosidade da indústria e desemprego, provocando a diminuição na arrecadação dos impostos, o que pode comprometer toda a cadeia produtiva.

Com base nesses dados a Emater que atende o Território Cone Sul tem orientado os agricultores a buscar alternativas de produção de comida para o rebanho leiteiro. Uma dessas alternativas sugerida por técnicos, e até mesmo pelos agricultores, foi a produção de silagem.

Para melhor atender às necessidades locais o gerente regional da Emater em Colorado do Oeste, buscou junto à Limagrain Guerra (LG) - empresa que atua na área de criação de grãos - a oportunidade para capacitar extensionistas em produção de milho para silagem. 

O evento contou com participação de 42 pessoas, entre profissionais e estudantes, que assistiram à palestras sobre os cuidados na elaboração da silagem. As técnicas apresentadas visam garantir a qualidade desde o plantio até o produto final, que é a elaboração da silagem. Na oportunidade os participantes visitaram algumas propriedades do município que já adotaram esta prática, para verificar, in loco, os resultados obtidos.      

Incentivo
Além dos extensionistas, que foram capacitados, os agricultores também receberam incentivos para a produção de silagem. Segundo o gerente Enio Milani, da Emater regional de Colorado do Oeste, o governo do Estado, atendendo a reivindicação adquiriu e distribuiu sementes de milho da variedade silageiro, próprio para a produção de silagem, e está adquirindo cem ensiladeiras e 50 platadeiras, esta última efetuada pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), para suprir as necessidades da região. “Esses equipamentos darão suporte ao agricultor desde o plantio do milho até a hora de ensilar”, diz o gerente.

Mediante esses fatos a expectativa para a safra 2011/2012 é que 500 agricultores adotem a prática da silagem. Com isso a equipe da Emater, através de um planejamento participativo, firmou como meta para este ano, o aumento da produção de leite em 20%.

Wania Ressutti
Jornalista – SRTE/DRT/RO-959
EMATER-RO


As técnicas apresentadas visam garantir a qualidade desde o plantio até a elaboração da silagem.



A Emater busco junto à LG a oportunidade para capacitar extensionistas em produção de milho para silagem.





Últimas Notícias

» { 18/07/2016 } Concurso Regional Leiteiro oferece R$ 20 mil em premiações na 33ª Exposição de Ariquemes
» { 15/07/2016 } Caravana de oportunidade aquece negócios para 2ª Portoagro
» { 15/07/2016 } Sitiante aumenta produção de leite a partir do melhoramento genético